Arquivos

    Votação
     Dê uma nota para meu blog

    Outros links
     A Poesia Que Me Cala




    A POESIA QUE ME CALA
     


    DAR DINHEIRO É SEMPRE MAIS FÁCIL

    "O dinheiro compra tudo", é o que muitos acham. E, de certa forma, estão certos os que assim pensam. Realmente, o dinheiro abre muitas portas! Com ele se pode fazer infindáveis coisas, ter, adquirir, prover, planejar, negociar... até fazer lobby!!! Seria demagogia e até insanidade dizer que a "grana" não serve pra nada! Serve! E muito!


    Vivemos a era das ONG's, dos catarses da vida, da filantropia. Creio, que como nunca, hoje as pessoas doam parte do seu dinheiro para ajudar. Acreditam que, desta forma, podem fazer um mundo melhor.

    Entretanto, há uma massificação ludibriosa relacionando o conceito de dar somente ao dinheiro. E isso me incomoda muito! Pelo simples fato de que grande parte das pessoas acham que contribuindo, financeiramente, já fizeram a sua parte. Isso é um pensamento medíocre, que alimenta o próprio ego, e extremamente confortável. Não falo para desqualificar quem quer que seja, todavia, tem que haver muito, mas muito mais... Temos que colocar a mão na massa, realmente participar!

    Vou colocar alguns exemplos para que o entendimento se torne mais fácil:

    - É menos trabalhoso vermos alguém fazer uma doação para o Criança Esperança do que ajudar uma criança necessitada do seu bairro; 

    - É mais confortável contribuir com uma mensalidade para o Asilo, do que ir lá, e dar um "oi" para um pobre velhinho;

    - Os fieis, todos os meses, deixam parte do seu salário para as instituições e creem que, ao assim agirem, fizeram a sua parte. Não se envolvem, não questionam, nem se oferecem. No inconsciente fazem como Pilatos, lavam as suas mãos! Ter o nome da listinha dos doadores pode ser até legal, mas participar, visitar os doentes, levar uma palavra de esperança, auxiliar os que realmente necessitam de um apoio, vai além do "legal"... é divino;

    - Os familiares que se encontram numa condição financeira mais favorável, e que normalmente, sabem disso, aparecem com soluções do tipo: "Deixa que eu pago" ... "Está precisando de alguma coisa?" ... "Quanto custa?" ... "Quanto é?". Mas, venha você pedir para que eles te ajudem a colocar o lixo na rua, dar um banho no cachorro, lavar uma louça, levar um parente pra passear! A pessoa espana, sai de fininho e ainda fala que não tem jeito pra isso;

    - No casamento o marido compra tudo que a mulher quer. Leva a linda esposa para jantar, dá joias, flores, etc. No entanto, quando a questão é carinho, uma visita a casa dos seus pais, uma ajuda pra arrumar a cama, dar atenção aos filhos, o sujeito se comporta como um "ogro".

    Lembre-se da história dos ovos com bacon. Quem ajuda com dinheiro é como a galinha que bota os ovos, enquanto que quem se doa por completo é como o leitão que dá o seu couro!

    Nesses poucos mais de trinta anos de vida pude constatar um simples fato: o dinheiro vai e vem! Quem tem muito hoje, amanhã pode não ter. A garantia de hoje não é certeza no futuro! Não que eu queira que você empobreça, mas e se amanhã você estiver numa pindaíba lascada, o que restará de útil em você?



    Escrito por Rodrigo Franco Bibbo às 16h53
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    FIM DE NOITE

    Fim de noite
    vontade de compartilhar.
    Não num "face" careta, que se acha maluco,
    mas num tête-à-tête, onde se encontram os seres...

    Uma poesia sonsa
    que sorrateiramente exprima 
    insondáveis questões,
    corretos juízos,
    amor,
    redenção e fé!

    Tarefa formiguinha,
    de grão em grão, menos é mais.
    Escreve, mesmo que não se escreva!
    Conhece, mesmo que já se conheça!

    Foi apresentado ao tempo, 
    mas não se sabe de fato que ele exista.
    Conhece-se somente através das marcas
    as rugas se contagiam entre si."



    Escrito por Rodrigo Franco às 16h41
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]