Arquivos

    Votação
     Dê uma nota para meu blog

    Outros links
     A Poesia Que Me Cala




    A POESIA QUE ME CALA
     


    CHUVA

    Cai a chuva na madrugada

    destila suas gordas gotas como orvalho.

    Relampeios iluminam nuvens,

    e ecoam no ar trovões.

     

    Duas horas da manhã...

    sinto cheiro de frescor!

    A cidade é lavada,

    como pensamentos dos que descansam esta noite.



    Escrito por Rodrigo Franco às 00h06
    [] [envie esta mensagem
    ] []





    REESCREVER

     

    Hoje, componho novamente.

    Paralelamente, minhas palavras se aglutinaram

    Mais uma vez revejo significados...

    Mais uma vez tropeço em palavras.

     

    De um sonho intenso

    Dia despertado...

    Rejeitei próprios atos,

    Reintero minha vocação! 



    Escrito por Rodrigo Franco às 23h00
    [] [envie esta mensagem
    ] []



     
      [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]